PALESTRA: CAMINHO PARA TOLKIEN, com Ronald Kyrmse

caminhoparatolkienInaugurando o Ciclo de Palestras “O Fantástico e seus Arredores”,  Ronald Kyrmse fala sobre o autor de O Senhor dos Anéis

Data: 10 de fevereiro de 2017
Horário: das 14h às 18h
Local: Sala 107 – Prédio de Letras FFLCH/USP
Endereço: Av. Prof. Luciano Gualberto, 403 – Butantã
Inscriçõescelp.fflch.usp.br/caminhoparatolkien
(Certificado válido também para as AACC)

O famoso escritor das aventuras da Terra-média, J. R. R. Tolkien, é considerado tanto pelo público geral quanto pelo universo acadêmico como o expoente da literatura de fantasia contemporânea. Ciente da grande importância do autor – ou “professor”, como é referido por conta de seu trabalho, especialmente como docente de filologia na Universidade de Oxford (1925-1945) – o Grupo de Pesquisas de Produções Culturais para Crianças e Jovens da FFLCH/USP (PCCJ – FFLCH/USP) inicia, em 2017, o Ciclo de Palestras “O Fantástico e Seus Arredores” com o grande tolkienista brasileiro Ronald Kyrmse, notório pelo relevante trabalho como consultor, revisor técnico e tradutor da maioria das obras do universo tolkieniano no Brasil.

Em janeiro deste ano, J. R. R. Tolkien completaria 125 anos, e seu primeiro romance de aventuras de fantasia, O Hobbit (1937), fará 80 anos de seu primeiro lançamento no dia 21 de setembro. O Grupo de Pesquisas PCCJ (FFLCH/USP/CNPq), coordenado pela professora Dra. Maria Zilda da Cunha, busca, com a presença de Kyrmse, aprofundar conhecimentos sobre o gênero conhecido como fantasy, que seduz cada vez mais o jovem leitor e espectador no Brasil e no mundo.

Aliando a mitopeia (mythopoeia em grego) – termo que apareceu pela primeira vez na Poética de Aristóteles (335-323 a.C.) e se refere à arte de fabricar mitos com base na criação de um único autor (ou um número restrito de autores) – aos contos de fadas, o criador dos hobbits proporcionou histórias que encantam o mundo todo – de crianças a adultos – gerando novas produções artísticas com base em seus escritos – como as trilogias cinematográficas O Senhor dos Anéis (2001-2003) e O Hobbit (2012-2014), dirigidos pelo neozelandês Peter Jackson.

Ao mesmo tempo em que atrai um grande público de consumo de massa, a obra do autor não se enquadra em uma chamada paraliteratura ou literatura de folhetim, que corresponderia à literatura de massa do ponto de vista qualitativo. Ao contrário, os escritos do professor proporcionam um vasto, profundo e complexo universo mítico, romanesco e linguístico que dá espaço para aprofundados estudos em diversas áreas do saber, especialmente na de estudos comparados de literatura.

Sobre J. R. R. Tolkien
O britânico John Ronald Reuel Tolkien (1892-1973), lutou na Batalha do Somme, na Primeira Guerra Mundial, e trabalhou como filólogo e professor universitário na Universidade de Oxford, Inglaterra. Casou-se com Edith Bratt, em 1913, com quem teve quatro filhos.

R. R. Tolkien é autor das obras de fantasia O Hobbit e O Senhor dos Anéis e de outras como O Silmarillion e Contos Inacabados, editadas pelo seu filho Christopher Tolkien.

Sobre Ronald Kyrmse
Ronald Eduard Kyrmse, natural de Curitiba (PR), é um dos mais antigos e notórios tolkienistas do Brasil. É membro da The Tolkien Society e atuou como consultor e/ou tradutor em mais de vinte obras de J. R. R. Tolkien lançadas no País. É autor do livro Explicando Tolkien (2003), e, atualmente, está traduzindo o livro The Adventures of Tom Bombadil, de J. R. R. Tolkien, editado pelo casal de tolkienistas Wayne Hammond e Christina Scull.
Canal no Youtube: Tolkien Talk
Teses e dissertações sobre Tolkien: Biblioteca Digital USP

Murilo Rubião Ilustrado

murilo-rubiao-livros

Três contos de Murilo Rubião recebem edições ilustradas pela Editora Positivo. O lançamento homenageia o centenário de nascimento do escritor mineiro, precursor da literatura fantástica no Brasil.

Idealizado pelo mineiro Nelson Cruz, o projeto reúne três dos mais reconhecidos e premiados ilustradores do País.

O próprio Nelson ilustra o conto “O Edifício”, que recebe prefácio do escritor Nelson de Oliveira. O conto “Bárbara” recebeu ilustrações de Marilda Castanha e apresentação de Mariana Ianelli. E o paulista Odilon Moraes interpreta “Teleco, o Coelhinho”, apresentado por Nilma Lacerda.

>>> O centenário do escritor foi comemorado no III Encontro Nacional do Grupo de Pesquisa em Produções Literárias e Culturais para Crianças e JovensMurilo Rubião e seus arredores, que aconteceu na USP, em junho de 2016. Veja como foi o evento.

LITERATURA NA ESCOLA

Como trabalhar a literatura na escola, aliando o prazer da leitura à formação de leitores e à aprendizagem de conteúdos relacionados a diversos campos do saber?

Para refletir sobre esta pergunta, a Plataforma do Letramento lançou o especial multimídia LITERATURA NA ESCOLA, com atividades que propõem a articulação da leitura literária com outras linguagens e formas de expressão, como o teatro, cinema, sarau, cordel etc., e projetos de leitura desenvolvidos por educadores de várias regiões do País. Além disso, o Especial traz dois divertidos testes literários e uma rica midiateca com materiais diversos sobre literatura.

O projeto contou com a participação da Profª. Drª. Lígia Regina Máximo Cavalari Menna, integrante do Grupo de Pesquisa PLCCJ.

Clique na imagem e boa navegação!

literatura-na-escola

Só dez por cento é mentira

Para iniciar as celebrações do centenário de Manoel de Barros, o grupo de pesquisa PLCCJ recomenda o documentário “Só dez por cento é mentira – a desbiografia oficial de Manoel de Barros”, de Pedro Cezar (2008), sobre a vida e a obra do poeta matogrossense.

mo(n)stra fantástica de cinema

monstra1 a 4 de Dezembro de 2015

MOSTRA DE CINEMA

Acontecerá, de 1º a 4 de dezembro, no prédio da Letras (FFLCH/USP), a 1ª MO(N)STRA FANTÁSTICA DE CINEMA. A mostra é resultado de pesquisas realizadas pelos alunos do curso de pós-graduação Linguagens do Imaginário e Reflexões sobre o Fantástico: Cinema e Literatura em Diálogo ministrado pela Prof.a Dra. Maria Zilda da Cunha, em parceria com a Prof.a Dra. Maria Cristina Xavier de Oliveira e colaboração do Prof. Dr. Ricardo Iannace. A mostra trará filmes de longas e curtas-metragens em que elementos pertencentes à constelação do insólito engendrarão o universo do fantástico, do mágico, do absurdo, do maravilhoso, e da fantasia. Essa mostra levará ao público não só a exibição dos filmes, mas também proporcionará uma reflexão acadêmica; ao final de cada exibição, os alunos do curso da pós-graduação debaterão o longa e/ou curta, tendo em vista o material teórico estudado e trabalhado nas aulas. A mostra contará também com a participação de convidados especialistas, palestrantes e estudiosos da área de literatura e cinema, com o objetivo de estimular o público a participar das reflexões.

Será possível conferir cerca de 13 títulos, entre longas e curtas, divididos em quatro temáticas: Era uma vez… O fio do fantástico na trama do maravilhoso…, Curta Murilo e o Fantástico na Produção Nacional, Insólito no Fantástico e O Fantástico no Cinema de Terror.

O maravilhoso será contemplado, em seus diversos aspectos similares e distintos, com os curtas Little Red Riding Hood, de David Kaplan, Red, de Jorge Jaramillo e Carlo Guillot, Red Hood, de Navin Dev e O Fio da Aranha, de Atsuko Ishizuka; e com o longa Alice do diretor Jan Svankmajer.

Abrindo as comemorações do centenário de Murilo Rubião, principal representante do fantástico no Brasil, a programação Curta Murilo apresenta quatro curtas-metragens nacionais: O Ex-mágico da Taberna Minhota, de Rafael Conde, e O Ex-Mágico, de Olimpio Costa, além das produções Quinto Andar, de Marco Nick, Miúda e o Guarda-chuva, de Amadeu Alban e Jorge Alencar.

A presença do insólito de forma mais destacada ficará por conta de dois curtas: A Ponte, de Claudinei de Morais, e Madame Tutli Putli, de Maciek SzczerbowskiChris Lavis; e do longa Salada Russa em Paris, de Youri Mamine.

E para encerrar a mostra, o público poderá acompanhar o fantástico no gênero terror com a trama do filme O Orfanato, Juan Antonio Bayona, que apresenta uma série de eventos de natureza incerta, situados entre os limites da realidade e do sobrenatural, tanto do ponto de vista do enredo (narrativa) quanto do ponto de vista da técnica cinematográfica provocando o medo e a dúvida no espectador.

As exibições/apresentações terão início sempre às 14h.

Prédio da Letras (FFLCH/USP)
Av. Professor Luciano Gualberto, 403.
Sala 266 (nos dias 1, 2 e 3)
Sala 107 (no dia 4)

Entrada Gratuita

INSCRIÇÕES
Os interessados devem se inscrever pelo site:
http://celp.fflch.usp.br/inscricoesmonstrafantastica2015

Mais informações: celp@usp.br

A 1ª MO(N)STRA FANTÁSTICA DE CINEMA tem apoio do Grupo de pesquisas Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens, do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, nos Estudos Comparados de Literatura de Língua Portuguesa, na área de Literatura Infantil e Juvenil e do Centro de Estudos das Literaturas e Culturas de Língua Portuguesa.

 

Fantástico e Imaginário: Reflexões Contemporâneas

gatopretoO II Encontro Nacional de Produções Literárias e Culturais Para Crianças e Jovens – Fantástico E Imaginário: Reflexões Contemporâneas – acontecerá nos dias 13, 14 e 15 de maio, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – USP, com o objetivo de propor uma discussão, em perspectiva interdisciplinar, considerando o fantástico em sua estreita relação com o imaginário, tendo como foco a literatura para os jovens e seus diálogos com outras linguagens.

O evento, organizado pelo Grupo de Pesquisa em Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens-USP, irá contemplar a apresentação de seminários, mesas redondas e conferências, promovendo debate entre pesquisadores da Universidade de São Paulo e de instituições no âmbito nacional.

Entre os participantes, destacam-se a Profª. Drª. Maria José Palo (PUC), o Prof. Dr. Ricardo Iannace (FATEC), a Profª. Drª. Regina Michelli (UNERJ), a Profª. Drª. Luciane Santos (UFPB-PB), entre outros convidados.

O último dia do encontro será palco do lançamento da publicação Tecendo Literatura, livro-homenagem à Profª. Drª. Lúcia Pimentel Góes, da Universidade de São Paulo.

LOCAL
Universidade de São Paulo
Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Av. Prof. Luciano Gualberto, 403

Inscrições abertas para comunicação até o dia 28/04/15
Inscrições abertas para ouvintes até o dia 04 /05/15

Emissão de certificado de 12 horas

 ______

PROGRAMAÇÃO

Dia 13/05

14:10 – 14:20 – Abertura

14:20 – 16:00 – Conferência com Profa. Dra. Maria José Palo (PUC) e Prof. Dr. Ricardo Iannace (FATEC)

16:00 – Intervalo

16:30 – 18:00 – Seminários

_

Dia 14/05

14:00 – 16:00 – Seminários

16:00 – Intervalo

16:30 – 18:00 – Mesa Redonda com Profª. Drª. Regina Michelli (UNERJ),  Profª. Drª. Luciane Santos (UFPB-PB), Profª. Drª. Sandra Trabucco Valenzuela (USP/UAM) e a pesquisadora Lourdes Guimarães (Revista Literartes)

_

Dia 15/05

14:00 – 16:00 – Seminários

16:00 –  Intervalo

16:30 – 18:00 – Mesa Redonda: Com a Palavra o Escritor

 

Diálogos híbridos na formação do leitor literário: teoria, prática e experimentação

dialogoshibridosCURSO DE ATUALIZAÇÃO 

Público-alvo: professores da rede pública e privada, agentes culturais, profissionais e pesquisadores que lidem com a formação de leitores e/ou o hibridismo de linguagens.

Objetivo: contribuir para a formação continuada de educadores, pesquisadores, que, de uma maneira geral, operam com o desenvolvimento do leitor literário, no atual contexto cultural, em que as linguagens híbridas e o diálogo interartes predominam. Por meio de salas de aula laboratoriais, o projeto propõe um trabalho experimental com o diálogo e a interação entre artes e linguagens híbridas, realizando, para tanto, oficinas específicas que permitirão não só refletir teoricamente sobre o diálogo interartes e entre linguagens, mas também ter a oportunidade de vivenciar na prática tais diálogos.

Duração: 2 semestres com 24 sábados de aula, 4 horas por sábado – das 9h00 às 13h00.

Módulos de teoria, prática e experimentação: as aulas laboratoriais serão divididas em 6 módulos (de abril a outubro de 2013), cada um correspondendo a 1 mês/4 sábados, com: 96 horas de aulas teórico-práticas (presenciais), 40 horas de aulas a distância e suporte online, 44 horas dedicadas à produção dos participantes, totalizando 180 horas.

Início/término: abril a novembro de 2013

Data do início: 13/04

Vagas oferecidas: 30

Normas para inscrição
Possuir diploma de graduação ou certificado de conclusão em qualquer área de conhecimento, obtido em instituições de ensino superior, nacionais ou estrangeiras, de acordo com a Resolução 02/2007, de 18/06/2007, do Conselho Nacional de Educação.

Documentos a serem entregues no ato da inscrição
– Currículo Vitae
– RG – Cópia simples
– Cópia simples do Diploma de Graduação (frente e verso na mesma folha) – Não serão aceitos Atestado de Conclusão sem Colação ou Atestado de Provável Bacharel
– Carta de intenção à coordenação justificando a escolha do curso

Critério de seleção: A seleção do candidato será realizada mediante análise de currículo vitae e carta de intenção a serem entregues juntos com a ficha de inscrição.

Informações sobre a Secretaria do Evento
Centro de Estudos das Literaturas e Culturas de Língua Portuguesa (CELP-USP)
Av. Prof. Luciano Gualberto, 403, sala 101
Tel. 3091-3751  email: celp@usp.br
Comissão de Cultura e Extensão Universitária

Inscrição: de 26/02 até 28/03/2013 (na semana da Páscoa as inscrições deverão ser realizadas até as 18h)

Taxa de inscrição: R$15,00
obs: o valor da taxa de inscrição não será devolvido.

Taxa de matrícula: R$ 100,00 (correspondendo aos dois semestres)

Desistência: O aluno desistente deverá comparecer à Secretaria ou ligar no telefone (11) 3091 37 51 no prazo de 07 dias antes do início do curso para que possamos atender outros inscritos em lista de espera.

Avaliação: trabalhos propostos ao longo do curso e a participação no documentário a ser produzido ao longo do curso.

Frequência mínima: 85% do curso.

Certificados: serão emitidos mediante aprovação e frequência mínima.

Local: as aulas teóricas e experimentais serão realizadas na Universidade de São Paulo – na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), em salas-laboratório, devidamente equipadas para a realização das atividades que o projeto propõe.

______ 

MÓDULOS OFERECIDOS AO LONGO DOS DOIS SEMESTRES:

MÓDULO 1: Narrativas – o ato de contar e ler histórias: do oral ao virtual.
Professores responsáveis: Profa. Dra. Maria Zilda da Cunha(USP) e Profa. Dra. Maria Auxiliadora Fontana Baseio (UNISA).

 MÓDULO 2: Imagens, história da arte e fotografia: enredos plásticos – da pré-história à realidade dos múltiplos códigos visuais.
Professores responsáveis:  Profª. Drª. Cristina de Oliveira e  Profª. Lourdes Guimarães

MÓDULO 3: Figuras: estáticas, textuais, sequenciais e em movimento – a relação do texto e das figuras nos livros ilustrados; a sequencialidade dos quadrinhos; a dinâmica dos desenhos animados e dos animes.
Professores responsáveis: Profª. Drª. Cristina de Oliveira e Profª. Lourdes Guimarães

MÓDULO 4: Som e imagem – a magia do audiovisual, as narrativas fílmicas, as adaptações literárias para obras audiovisuais e vice-versa, animações computadorizadas.
Professor Responsável: Dr. Sérgio Paulo Guimarães de Souza (UNIVERSIDADE DO MINHO)

MÓDULO 5: O jogo em cena – a construção narrativa no complexo mundo dos games, RPGs e jogo teatral.
Professores responsáveis:  Profª. Drª. Cristina de Oliveira e  Profª. Lourdes Guimarães

 MÓDULO 6: Labirintos de linguagens na hipermídia – novas formas de ler, ver e fazer arte.
Professores responsáveis:   Profª. Drª. Maria Zilda da Cunha e  Profª. Drª. Maria Auxiliadora Fontana Baseio

Durante a realização dos módulos, haverá palestrantes convidados para a discussão de assuntos específicos. Com base nas aulas, nas produções práticas dos participantes, realizadas ao longo do curso, será realizado um vídeo documentário.

 Mostra de videoarte: ao término do curso, propõe-se a realização de uma mostra, na USP, em que sejam divulgadas produções elaboradas pelos participantes do curso, além da apresentação de um documentário artístico-literário, que abarque grande parte dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos durante os dois semestres. O vídeo-documentário ficará à disposição para consultas e empréstimos. Os participantes assinarão termo de concordância de participação no documentário, bem como da divulgação dos trabalhos desenvolvidos ao longo do curso.

Criança e Linguagem: Diálogos Contemporâneos

CICLO DE PALESTRAS

O Grupo de Estudos Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens (GEPLCCJ), coordenado pela Profa Dra. Maria Zilda da Cunha – DLCV-USP – Área de Literatura Infantil e Juvenil, CELP-USP e da Área de Pós-Graduação em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa (USP) apresenta o ciclo de palestras: “Criança e linguagem: diálogos contemporâneos”, trazendo importantes nomes para conversar sobre diferentes experiências de diálogos entre obras produzidas em diferentes suportes, e que estabelecem importantes interações com os jovens leitores contemporâneos. Fomentar um fórum de debates sobre tais produções nos permite ampliar o conhecimento a respeito da formação do olhar dos jovens “leitores-espectadores” e de como a interação entre as artes, mídias e meios pode fornecer um precioso material para uma reflexão mais aprofundada sobre a cultura e a sociedade de nossa época.

Assim, o ciclo de palestras contará com nomes como: Prof. Dr. José Luís Cabaço, da Universidade Técnica de Moçambique, que comentará o documentário Salani, cuja temática é a prostituição infantil em Moçambique, tema esse apresentado numa linguagem híbrida, mesclando filme e animação, numa mistura entre realidade e devaneios imaginativos de crianças nesse limiar da realidade e de época de vida. Já a participação de Francisco Marcos Dias oferece, por meio de imagens e testemunho, algumas experiências de projetos realizados com crianças em Angola. O Prof. Dr. Sérgio Guimarães de Sousa, da Universidade do Minho, discutirá alguns aspectos da relação intersemiótica entre cinema e literatura. O filme de animação “Rio”, de Carlos Saldanha, é o tema da palestra da professora Fabiana Carelli, da Universidade de São Paulo, que destacará elementos ideológicos e estéticos dessa forma de produção. A mesa redonda com os professores Maria dos Prazeres Mendes e Jose Nicolau Gregorin Filho focará a constituição do herói no universo da referida animação.

PROGRAMAÇÃO

13/05
_19h às 21h
“Infância, Ilusões, Adeus”
Exibição do documentário “Salani”, seguido do debate com José Luís Cabaço (Universidade técnica de Moçambique)

LOCAL:  FFLCH/Letras, sala 266 – Avenida Luciano Gualberto, 403 – Cidade Universitária

 _____

27/05
_17h
“Como pensar e construir uma literatura infantil para os nascidos em guerra?”

Francisco Marcos Dias relata projetos realizados com crianças em Angola.

 _19h às 21h
“Relações intersemióticas entre cinema e literatura”
Sérgio Guimarães de Sousa (Universidade do Minho, Portugal)

LOCAL: FFLCH/Letras, sala 266 – Avenida Luciano Gualberto, 403 –Cidade Universitária 

______ 

03/06 

_14h às 15h45
“Rio”
Palestra da Profª. Dª. Fabiana B. Carelli (USP): elementos ideológicos e estéticos em questão leitura crítica.

 _16h  às 18h
“Rio- o percurso do herói”
Mesa redonda com Maria dos Prazeres Mendes (USP) e Jose Nicolau Gregorin Filho (USP)

LOCAL:  FFLCH/Letras, sala 266 – Avenida Luciano Gualberto, 403 – Cidade Universitária.

Pinóquio e Alice

pinoquioalice

1º Encontro Nacional de Produções Literárias e Culturais Para Crianças e Jovens/ Literatura e Sociedade

Com o intuito de promover o encontro de estudiosos que elegeram a literatura para crianças e jovens como objeto de investigação, a área de literatura infanto-juvenil da USP realizará o I Encontro de Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens/Literatura e Sociedade, nos dias 03,04 e 05 de Agosto, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (FFLCH).

 Teremos como tema especial as obras Alice no País das Maravilhas e As Aventuras de Pinóquio, escritas por Lewis Carroll e Carlos Collodi, respectivamente, e suas adaptações para diferentes linguagens. “Tal escolha se dá por serem duas grandes representantes de obras clássicas que transitam pelo universo infantil e juvenil, revestidas de contemporaneidade graças às diversas releituras feitas, para diferentes públicos e idades e em suportes distintos”, explica a Profª. Drª. Maria Zilda da Cunha, Coordenadora do Departamento de Literatura Infantil e Juvenil da Faculdade de Letras da USP, e também a criadora do evento, juntamente com o Grupo de Pesquisa: Estudos De Produções Literárias e Culturais para crianças e jovens.

Com o objetivo de promover e disseminar o diálogo estabelecido pela literatura com outras produções culturais, e considerando essa interação relevante na discussão acadêmica, o evento é voltado a educadores, escritores, pesquisadores e estudantes que se interessem pela formação do leitor contemporâneo. A programação conta com a apresentação de trabalhos desenvolvidos, neste primeiro semestre de 2010, pelo grupo de estudos da Área de Literatura Infantil e Juvenil da USP. 

Dentre os destaques da programação do I Encontro de Produções literárias e Culturais Para Crianças e Jovens/Literatura e Sociedade está a conferência com a escritora e crítica literária Nelly Novaes, responsável pela criação da área de literatura infanto-juvenil da USP, Maurício de Souza, criador da Turma da Mônica, Odilon Moraes, ilustrador e escritor, entre outros importantes especialistas que contemplam as áreas de teatro, animação e cinema, que trarão sua contribuição para esse fórum de debates e reflexões.